Conheça Mais sobre Vinhos
Adega do Vinho
Como fazer vinho

Fazendo seu próprio vinho

Se deseja obter um excelente vinho, obtenha cerca de meio quilo ou um quilo de uvas rosas ou pretas maduras. Elas terão uma película esbranquiçada. Pela sua aparência, a maioria das pessoas concluem que se trata de inseticida. Não é, não. É um fermento natural, latente, que apenas espera o tempo propício para a fermentação do suco da uva. É o segredo do vinho natural. A pessoa talvez queira lavar as uvas, mas, não remova nem retire esta substância esbranquiçada, pelicular, ou semelhante ao pó.

Agora, retire as uvas do cacho, jogando fora quaisquer que não estejam maduras ou estejam estragadas. Se dispuser dum liqüidificador, liqüefaça as uvas nele por ligar o liqüidificador e imediatamente a desligar; faça isso várias vezes. Isto impede que se rompam as sementes. Se não dispuser dum liqüidificador, depois de lavar cabalmente as mãos, e certificar-se de que removeu todo o sabonete, esmiga-lhe as uvas numa grande bacia com sua mãos. Não adicione água, açúcar nem qualquer outro ingrediente.

Derrame a massa resultante — casca, sementes, polpa, sumo e tudo — numa garrafa de boca larga. Coloque um saco de plástico sobre a boca da garrafa prenda-o firmemente ao gargalo por meio dum elástico. Coloque a garrafa onde a temperatura permaneça entre 15,5 grau, e 26,6 graus centígrados, 23,8 graus C sendo a mais favorável.

Daí, espere. Deixe que sigam seu curso os notáveis processos que o Criador implantou nas coisas naturais. Por certo achará fascinante examinar a garrafa de vez em quando, e dar uma cheirada ao redor dela, para observar as mudanças ocorridas.

Com o tempo, começam a formar-se bolhas que, gradualmente, irão chegar à superfície da massa. Esse gás abrirá passagem pela vedação presa com um elástico e bafejará suas narinas com delicioso aroma — no devido tempo. As bolhas são evidência da fermentação. O sumo assumirá gradualmente sua cor caraterística. Talvez se forme, na superfície da massa, uma substância esbranquiçada. Não se preocupe com ela. Tudo está bem.

Depois de duas semanas, devia cessar a formação de bolhas. Agora pode abrir a garrafa e derramar o sumo numa grande bacia, filtrando-o por meio dum pano limpo. Esprema da massa o restante do líquido filtrado pelo pano. Agora coloque o vinho numa garrafa. Ainda será denso e conterá partículas. No entanto, poderia ser usado nessa ocasião, se necessário; assim, prove-o. É bom? Melhorará com o envelhecimento.

Assim, ponha de lado a garrafa bem fechada. Quanto mais envelhecer, tanto mais as partículas se depositarão em seu fundo. Em um mês, o vinho deveria ter clareado consideravelmente. O sabor deve ter melhorado, e o vinho deve ter boa aparência. Mas, tome cuidado; se o vinho continuar a fermentar, a garrafa talvez estoure.

O vinho está pronto para ser então escoado por meio dum sifão para outra garrafa, o meio mais fácil de não passar a borra para outra garrafa. No entanto, pode-se fazer isso quase tão bem por derramar o líquido com cuidado. Este vinho feito em casa, um vinho seco, é conservado melhor sob refrigeração. Se não dispuser dum refrigerador, certifique-se de selar bem a garrafa.




Conheça Também:

Imigrantes Bebidas
Clã do Whiky
Vodkas.com.br
cervejanacionaleimportada.com.br
Bebidaebebidas.com.br
Alambique da Cachaça
Absintos.com.br
8489696